Os Gigantes da Era do GeloBlog D

Os Gigantes da Era do Gelo

Por: // 27.08.15 // Categoria Entretenimento

Eles viveram a milhares de anos na terra, em uma época em que o planeta vivia cercado por gelo. A animação da produtora 20th Century Fox – “A Era do Gelo”, contextualiza esse momento da era glacial, quando conta a história do mamute Manny, o tigre dente de sabre Diego e a preguiça gigante Sid, em sua saga para ajudar uma criança esquimó e fugir do gelo. No dia 24 de Agosto estreamos a exposição “Os Gigantes da Era do Gelo”, com onze réplicas em tamanho real de animais desta época.  Para você conhecer melhor as curiosidades desses Gigantes, vamos dividir este post em duas partes. Nesta primeira parte você conhecerá 5 deles na lista que apresentaremos abaixo:

Mamute

Os mamutes foram animais muito poderosos e de patas relativamente curtas, que foram adaptadas para viver nas tundras, estepes cobertas e a beira das taigas. Sua cabeça era maior e mais alta que a cabeça dos atuais elefantes. Suas presas chegavam a medir 4 metros de comprimento e eram dobradas para cima, para auxiliar na retirada da neve no caminho. Seu habitat geográfico foi a Europa, Asia e América do Norte e sua existência data de 700 mil até 10 mil anos atrás.

Tigre Dente de Sabre

O Smilodon populator, nome científico do tigre dente de sabre representa um extinto grupo, o machairodontinae, que foi extremamente especial. Por vezes e sem razão o Smilodon foi chamado de tigre com dentes em forma de sabre, porém ele não possuía nada em comum com os tigres. A forma de sabre foi um excessivo prolongamento e achatamento de seus caninos, que por vezes possuía uma leve limadura para que ele se alimentasse de estepes.

Sua alimentação na maioria das vezes é baseada em pequenos ungulados (mamíferos com cascos), mas não desprezavam nem mesmo as carniças. Sua presença era dentro do continente americano e viveu de 2,5 milhões à 11 mil anos atrás.

Gliptodonte

Os gliptodontes tinham uma vida modesta e tolerância alta ao consumo de alimentos durante sua vida. Seus membros eram bem armados como no caso das preguiças com unhas grandes. Seu corpo era coberto por um extenso mosaico de milhares de placas ósseas, com 1 a 7 cm de espessura, as quais além do tronco animal, protegiam também a moleira da cabeça em forma de casco. Em algumas das espécies a cauda se transformou em um tubo ósseo, coberto de espinhos, e na extremidade podia ter uma espécie de clava. Sua presença foi constatada por todo o continente americano e viveu de 400 milhões à 10.000 anos atrás.

Alce Gigante

Esse animal viveu entre 400 mil até 8 mil anos atrás e foi encontrado nas estepes da europa e ásia. Possuía uma grande galha em foram de pá e seus chifres mediam até 3,6 m, chegando a pesar até 40 kg. Sua dimensão era parecida com a do alce, mas a forma de seu corpo corresponde mais à do cervo e gamos. Esses gamos viviam em uma paisagem aberta (estepe) que se expandiam em geral nas épocas glaciais.

Rinoceronte Lanudo

Originário da europa e ásia, esse animal viveu entre 700 mil até 10 mil anos atrás. Ele se adaptou muito bem as condições extremas. Tinha uma pelagem parda e vermelha, que lhe protegia do frio. Seus dentes, com coroas agudas e altas, facilitavam que ele consumisse alimentos mais resistentes, como gramíneas e  musgos da estepe e tundra onde viveram.

O rinoceronte-lanudo possuía crânio parecido em estrutura e forma com seu contemporâneo rinoceronte-branco, ainda que estejam relacionados intimamente.

Fique ligado na segunda parte de nosso especial, onde iremos revelar mais curiosidades sobre o demais animais. Aproveite para nos visitar e conhecer esses gigantes de perto nos pisos térreo, P1 e P2. A exposição acontece de 24 de Agosto à 15 de Outubro e é gratuita. Traga as crianças e toda família para conhecer! 🙂